• Cátia Almeida

Sexualidade e Amor Próprio

Até que ponto estes dois temas se cruzam e influenciam de forma positiva ou negativamente?


A sexualidade é algo inerente à nossa condição de seres vivos mas vai muito mais além do patamar físico. Apesar de representar o óbvio, que é a nossa necessidade de reprodução da espécie, o que a traz para o plano mais íntimo é o seu outro lado que se faz representar através do desejo, do prazer, do erotismo e do afecto.


Nem todas as pessoas têm uma relação fácil com a sua sexualidade - para algumas é um tabu para outras motivo de vergonha, às vezes até a repelem de todo. Para quem geralmente se sente à vontade também não significa que seja uma relação feliz todos os dias, seja porque às vezes não nos sentimos confiantes, ou porque o nosso corpo mudou nos últimos tempos ou não achamos que sejamos "sexy" segundo os padrões, altamente destrutivos, promovidos pelas diversas indústrias. A verdade é que ter problemas com o nosso corpo e com a nossa imagem afecta a nossa sexualidade... e é aqui que devemos puxar o assunto da auto estima.


A sexualidade envolve todo o nosso ser: a mente, o corpo e alma. É influenciada por diversos factores desde os biológicos, psicológicos, sociais, religiosos, espirituais aos culturais e todos eles surgem ao mesmo tempo quando falamos de sexo, embora uns possam ter mais importância do que outros.


Fazer sexo não é um acto teatral: não se trata de parecer ou estar bem para outra pessoa. Não é nenhuma competição, nem nenhuma performance a ser avaliada por um painel de júris. É sobre abraçar os nossos corpos e a nossa sensualidade de todas as maneiras e tirar todo o prazer disso. Daí a importância de estarmos bem connosco, com o nosso corpo e com a nossa mente.


Trabalhar a nossa sexualidade é também estar a trabalhar a nossa auto estima e a cuidar de nós. É algo que está ligado ao nosso bem-estar: estares bem contigo mesma define a forma como te vês e, surpresa das surpresas, como os outros te vêm. De certeza que já sentiste isso na pele, naqueles dias que te sentes linda, confiante e maravilhosa e só ouves elogios.


Descobrires-te e explorares a tua sexualidade vai ajudar-te a melhorar imenso a tua auto estima, a desmistificar tabus ou preconceitos que tenhas e a comunicar melhor com os teus parceiros ou parceiras.


Vamos desde já deixar bem claro para nós mesmas que o sexo e a nossa sensualidade não têm nada a ver com corpos de modelo, lingerie da Victoria's Secret ou posições impossíveis do Kama Sutra. Sermos "sexy" tem a ver com a nossa aura, a nossa expressão, a maneira como nos rimos, como caminhamos de cabeça erguida e confiante. É cada parte do nosso ser e pode expressar-se e materializar-se das mais diversas formas. É, mais do que tudo, um estado de espírito!


Por isso ama-te onde, quando e com quem quiseres, acompanhada ou sozinha! Explora-te sem vergonha e sem preconceitos. Olha-te ao espelho e aprecia o ser sexual e maravilhoso que existe dentro de ti!


~ Sugestões de artigos ~


FINGER PLAY GEL - Gel de lubrificação para masturbação


SATISFYER PRO 2 - Estimulador de última geração para clitóris


MIMI COQUETTE - Adesivos decorativos para mamilos


Ver mais